Você realmente quer ser mãe ou ter um filho? Depoimento de Elaine Barbosa

Você realmente quer ser mãe ou ter um filho?

Para ser mãe não precisa sair da sua barriga. Se você não é capaz de amar alguém, mais do que a si mesmo não tenha filhos. A partir do momento que uma criança entra na sua vida, ela muda tudo, tudo mesmo. Socialmente, afetivamente, financeiramente e psicologicamente, sua paciência vai ter que ser infinita e testada periodicamente.

Vai ter que aprender a responder várias perguntas; as que sabe, as que não sabe e as que não quer responder. Sua atenção vai ter que ser redobrada, se passar 5 minutos fora do seu campo de visão, corra atrás procure por toda casa, criança quieta é sinal de perigo.

Seu gosto musical vai mudar, vai aprender todas as músicas infantis e quando menos esperar estará cantando ela no seu ambiente de trabalho. Televisão então, esquece, ela será dominada e pela vigésima vez estará vendo o mesmo o episodio do desenho, saberá as falas e quando menos perceber estará falando que nem os personagens, suas promoções preferidas vão ser fraldas, lenços e pomadas.

Qualquer tarefa vai demorar o dobro do tempo pra fazer, isso quando conseguir fazer. Ela vai falar tudo que pensa, até aprender que não pode, vai fazer você passar vergonha, derrubar vários alimentos na sua roupa, fazer xixi na sua perna, esconder objetos que nunca mais serão achados, suas coisas nunca mais vão ficar no lugar, casa arrumada nem vou comentar.

Terá que desenvolver uma criatividade, para ensinar, educar, orientar e fazer tudo de novo, dia após dia. Depois de um dia cansado, onde tudo deu errado, vai chegar em casa e ganhar um belo sorriso, mas também vai ter que dar atenção, possivelmente a criança irá grudar na sua perna, contando tudo, mais tudo mesmo que aconteceu na escola, isso leva umas 2 horas, quando não acordar as 5 horas da manhã pra contar tudo novamente.

No dia que estiver doente, você não vai dormir, vai colocar do seu lado e rezar para que tudo fique bem e preferir mil vezes a casa bagunçada, do que vê em cima da cama. E quando cresce (vai dá mais trabalho ainda), você vai percebe que todo esforço que fez valeu apena.

Texto da Elaine do Blog Babiesandfamily

Você também pode gostar:

 

Deixe um Comentário