Sobre as Moleiras

O recém-nascido possui quatro aberturas no crânio conhecidas como “moleiras”. O nome oficial é fontanela (anterior, posterior, esfenoidal e mastoidea).

Esse afastamento dos ossos do crânio existe pra melhor acomodá-lo no canal de parto.

A fontanela anterior é maior que a posterior e tem seu fechamento entre o 9º e 15º mês; a posterior costuma fechar até o 2º mês. Mas é claro que tem criança que a fontanela fecha antes e tudo bem e também tem criança que ainda tem fontanela aberta com dois anos de idade e tudo bem também.

Na fontanela anterior é possível sentir a pulsação, principalmente quando a criança chora. O pediatra deve fazer medida do perímetro cefálico (circunferência da cabeça) em toda consulta até os dois anos e colocar em um gráfico próprio para acompanhar o crescimento.

10448970_1487864118115546_1871962383_n

Sabe-se que no primeiro ano de vida o cérebro da criança cresce 50% do tamanho que terá na vida adulta.

Pela característica da fontanela podemos avaliar alguns dados clínicos.

Por exemplo: fontanelas abauladas podem indicar infecção, excesso de vitamina A, etc. Já fontanelas deprimidas podem indicar desidratação.

Existem bebês que já nascem com as fontanelas fechadas (cranioestenose); essa alteração deve ser acompanhada em conjunto com o neuro, pois pode haver alteração no desenvolvimento da criança.

Quando ocorre o inverso, ou seja, a criança nasce com o perímetro cefálico bem aumentado ou o crescimento do crânio não se dá de maneira homogênea nos primeiros anos de vida, pode tratar-se de hidrocefalia (acúmulo de líquido da espinha dorsal na cabeça).

Sobre essas duas alterações falarei detalhadamente em outro post.

Se você tem dúvida sobre a fontanela do seu bebê, converse com seu pediatra. O que importa é se o bebê está se desenvolvendo bem.

Aviso: não precisa ter excesso de cuidado com a “moleira”. Cuide do bebê normalmente.

Deixe um Comentário

Portal Clube de Assinaturas © 2020 Todos os direitos reservados.