Os jogos olímpicos e as crianças

Olá Mamães!

Essa semana de jogos olímpicos mexem com adultos e crianças. As Olimpíadas são uma pausa no cotidiano e a aposta por dias melhores!

Acreditamos nas cores das bandeiras, criamos novos heróis e somos impactadas por grandes histórias de superação! Para as crianças tudo se transforma em diversão e encantamento.

Como Pais podemos aproveitar esse momento para estimular o que de melhor os jogos olímpicos possuem, como a dedicação, respeito e diversidade. Quando nos deparamos com inúmeras culturas temos a chance de mostrar que fazemos parte de algo muito maior, e que para se viver em paz é necessário respeito.

Para estimular os jogos em casa, separamos algumas brincadeiras que podem aumentar a curiosidade das crianças. Antes, vamos conhecer os esportes olímpicos!

olimpicVamos as brincadeiras!

Separe o nome de esportes olímpicos e não olímpicos e faça o desafio! São 206 delegações e muitos nomes diferentes de países, crie uma disputa de falso ou verdadeiro se existe o país!Vence quem acertar o maior número!

Recrie os jogos olímpicos na sua casa!

  • Boliche no alvo
  • Bola na lata
  • Cesta no cesto
  • Desafio de futebol no vídeo game (escolha times que irão se confrontar e antecipe o jogo!).

Não se esqueça das medalhas!

csm_06.2016.03_ACNUR_Brasil_Rio_2016_004_3e81683f21

Inspire as crianças com as histórias de superação dos atletas!

Como a da nadadora refugiada Yusra Mardini, de apenas 18 anos.

csm_06.2016.03_ACNUR_Brasil_Rio_2016_004_3e81683f21

Quando a embarcação começou a encher de água, Yusra Mardini soube o que fazer. Encalhada na costa turca com 20 outros passageiros desesperados, a adolescente de Damasco caiu na água com sua irmã, Sarah, e começou a empurrar o barco em direção à Grécia.

“Algumas pessoas não sabiam nadar”, disse Yusra, que representou a Síria no Campeonato de Natação no Mundial FINA em 2012. “Teria sido vergonhoso se as pessoas em nosso barco tivessem se afogado. Eu não iria ficar sentada e reclamar que eu poderia me afogar”.

Assim como vários outros atletas que estão competindo, seja pelo Brasil,  ou por  outros países, como a nossa medalista de Ouro Rafaela Silva, que venceu o preconceito e a falta de recursos financeiros para hoje ser orgulho nacional.

Aproveite para mostrar que esporte é educação, que é preciso técnica, disciplina e muita resiliência!

Beijos,

Equipe Petite!

 

 

Deixe um Comentário

Portal Clube de Assinaturas © 2020 Todos os direitos reservados.