Dia internacional da Síndrome de Down – 21 de março

Hoje, dia 21 de março, é o dia Internacional da Síndrome de Down, se você ainda não sabe como o que é a síndrome, separamos algumas informações, mas queremos começar com a foto maravilhosa!

Não sabemos se você reparou no detalhe da foto, mas sim, ela ganhou uma medalha, e é uma criança linda e sorridente, como toda criança deve ser!

fonte pinterest

Agora vamos entender um pouco sobre a trissomia21, conhecida como Síndrome de Down.

“Síndrome de Down, ou trissomia do cromossomo 21, é uma alteração genética causada por um erro na divisão celular durante a divisão embrionária. Os portadores da síndrome, em vez de dois cromossomos no par 21, possuem três. Não se sabe por que isso acontece.

Em alguns casos, pode ocorrer a translocação cromossômica, isto é, o braço longo excedente do 21 liga-se a um outro cromossomo qualquer. Mosaicismo é uma forma rara da síndrome de Down, em que uma das linhagens apresenta 47 cromossomos e a outra é normal.

Alterações provocadas pelo excesso de material genético no cromossomo 21 determinam as características típicas da síndrome:

* Olhos oblíquos semelhantes aos dos orientais, rosto arredondado, mãos menores com dedos mais curtos, prega palmar única e orelhas pequenas;

* Hipotonia: diminuição do tônus muscular responsável pela língua protusa, dificuldades motoras, atraso na articulação da fala e, em 50% dos casos, cardiopatias;

* Comprometimento intelectual e, consequentemente, aprendizagem mais lenta.

Dr. Dr Drauzio Varella”

Ter um filho com a trissomia 21 não significa ter uma criança com limitações. Significa que você terá que quebrar paradigmas, e repensar os modelos convencionais de estímulo e educação.

Uma criança com Down, é antes de qualquer coisa, uma criança. Assim como um adolescente ou adulto. Precisamos pensar além da síndrome, e com muito amor. O que os pais precisam ter em mente, é que a criança precisará de estímulos mais assertivos, desde o seu nascimento, mas se desenvolverá ao seu tempo, e como toda criança, precisará de muito amor e uma boa alimentação.

Alguns casos comprovam que um adulto com down é capaz de se formar na faculdade e até casar. Sendo que o maior problema a ser enfrentado ainda é o preconceito. A sociedade ainda discrimina os portadores da síndrome, achando-os incapazes de gerir suas vidas e seguir rotinas de trabalho, o que já sabemos que não é uma totalidade, ou até mesmo exclusividade dos portadores da trissomia21.

Assim como qualquer criança, ou adulto, os portadores da síndrome são únicos, possuem um desenvolvimento único, e também algumas limitações, não existe uma receita de como criar uma criança com down.

Se você ainda tem dúvidas até onde seu filho pode chegar, assista ao trailer do filme “Colegas”, e descubra que essa síndrome não é impedimento para ser feliz.

O Pai da Ivy, e Senador, Romário, conseguiu a aprovação da “Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência”, uma grande conquista para todos os pais.

A lei completa está nesse link aqui.- http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13146.htm

Queremos deixar o nosso apoio a todos os pais de crianças portadoras da síndrome de down, e dizer que é uma caminhada cheia de surpresas, alegrias e lutas, como é toda jornada na criação de uma criança.

Encontramos alguns sites com conteúdos que ajudam a entender melhor a Síndrome de Down.

Deixe um Comentário

Portal Clube de Assinaturas © 2020 Todos os direitos reservados.